0

Sinta o amor.

Leia ouvindo esse cover de Firestone (Kygo ft. Conrad Sewell)

Dizem que os opostos se atraem e os dispostos se distraem. Por um  longo tempo da minha vida eu achei isso a maior baboseira do mundo. Pra mim, as pessoas tinham que se parecidas para se darem bem. Até que eu te conheci.

Eu sempre vivi no meu mundinho particular. Nunca quis ser amiga de muitas pessoas, afinal, não confio tão rápido nas pessoas. Já você, meu Deus do céu!! Ninguém segura. Parece ter rodinha no pé, conhece meio mundo e só de alguém te abraçar, se tornam melhores amigos, de contar até segredos.

Meu pavor era conhecer gente assim. Gente “dada”, engraçadinha. Que não sabe o que quer e nem faz questão de saber. Era isso que eu pensava, erroneamente. Até te conhecer.

Quando nos conhecemos eu percebi que seu jeito – meio doidinho de ser, ou completamente doidinho-  é o que se encaixa com o meu -estranho, bem estranho de ser-.

Para muitos, eu sou o escuro no meio da claridade, clamando por ela. Sou chama sem fogo, só faíscas, mas na realidade não sou assim, basta me conhecer melhor. E você me conheceu. Eu sou o seu ‘x’ e você é o meu ‘y’ que eu tanto procurei.  Somos estranhamente perfeitos, ou perfeitamente imperfeitos? Eu não sei, mas isso não importa. O que importa é que juntos nos completamos.

Você é a minha luz e sendo assim, me deixa bem, me traz pra cima quando eu estou pra baixo. Quando nossas faíscas de luzes se tocam, inflamamos nossas vidas, nossos corações, nossos corpos porque nós sentimos o amor e então, nós acendemos o mundo.

Por isso, não devemos acreditar fielmente em ditados populares quando nossa vida está em jogo. Podemos pegar a peça errada e… game over.

 

Alice dos S. Bachiega

 

0

Até depois do fim…

Leia ouvindo esse cover de Photograph- Ed Sheeran

”Acho que todo mundo passa momentos difíceis algumas vez na vida e sente vontade de desistir de tudo, mas há sempre alguma coisa que impede essa desistência. Pode ser um simples abraço de quem a gente gosta, uma conversa ou até mesmo um sorriso sincero de um estranho na Paulista, ou em qualquer lugar. Por diversas vezes, saí por aí sem rumo e voltei cheia de esperanças novamente.

Hoje vivo um momento difícil, não só hoje, mas há alguns meses um conflito chegou em minha vida. Você sabe, eu peço paz sempre, mas o caos mora em mim.

Embora bata sempre uma tristeza repentina, consigo aproveitar cada simples ato diário para acrescentar na minha esperança. Gosto de observar os outros na rua, ver os bichinhos com seus donos correndo no parque, fazer uma comida diferente e rir do resultado, coisas bobas, mas que fazem diferença no final do dia. Você é um exemplo disso. Calma, não estou te chamando de boba, não me leve a mal, querida. Quando quero me distrair, sair do caos do dia a dia, lembro-me de você, mesmo que nossa relação seja mais complicada que tudo nessa vida. Você me traz paz, pensar no que fomos me deixa melhor. Não tenho muitas coisas nossas mais, porém, ainda guardo aquela fotografia que tiramos em nossa primeira viagem, lembra?

O amor pode machucar às vezes, mas só ele nos salva dos momentos difíceis. É dele que tiro minhas esperanças para seguir em frente. Não estamos mais juntos, mas nosso amor ainda existe para mim, e sei que para você também, então só te peço que me mantenha em seu coração, ou então numa gaveta velha do seu armário e sempre que abrir, lembre-se de mim.

Porque só de te ter, um instante da minha vida, já me sinto melhor e sei que posso ser melhor ainda. Seu amor cura meu sofrimento, mesmo depois do fim.”

Alice dos S. Bachiega

0

será que cê pode ler a minha mente?

“Queria falar contigo, mas não ir atrás de ti. Queria que você viesse até mim, de alguma forma. É meio infantil da minha parte ficar te esperando parada bem aqui onde estou, mas é que eu ando com tanto medo de sair da minha “zona de conforto” e me quebrar por inteira como antes. Cansei de me machucar, cê sabe, né?!  Quero passar a me sentir especial de novo, como quem vai viajar e quando volta é recebido cheio de abraços e muito afeto. Quero voltar a ser feliz, transbordar amor como antigamente. Como eu sempre fui: amor. O amor pra mim é uma das melhores coisas na vida, cê sabe, eu valorizo demais quando ele existe e luto por ele até perder minhas forças. Quero voltar a lutar por ele, desde que haja reciprocidade e sei que há contigo! Você foi meu primeiro amor, meu primeiro amor que me ensinou as loucuras de amar e ser amada. Meu primeiro amor que me fez enxergar além das entrelinhas, além do céu. Me fez amar. Me fez sentir. Me fez sorrir. Me fez feliz. E sinto que você também viveu isso na mesma intensidade que eu, por isso tenho certeza da reciprocidade. Talvez ela esteja morna, talvez ela esteja machucada, mas ela ainda nos liga. Essa linha que nos liga é a reciprocidade, meu amor. Acorda, aliás, não acorda não! Sonha e vê se sonha com a gente. Quem sabe assim a gente se encontra no mesmo sonho e você percebe que eu tô aqui, te esperando. Ou senão, que tal por um passe de mágica, ou superpoder você ler minha mente e aparecer aqui pra mim? Vem, tô te querendo e cheia de saudade.”

Alice dos S. Bachiega.

0

soneto ao moreno .

“Vem moreno, deita aqui comigo
que seus problemas serão resolvidos.
Nos dias frios e quentes serei seu abrigo
E assim, seremos muito mais que amigos.

Ah, moreno, volte pra mim
que meus problemas serão resolvidos.
Juntos seremos um só até o fim . 

Moreno meu, junto a ti
sei que há um caminho bom 
para se arriscar e descobrir
que a vida faz mais sentido a dois.

Ei, moreno, se eu pedir
com carinho, você volta?
Então, vem, vem por nós.”

Alice Bachiega