0

Até depois do fim…

Leia ouvindo esse cover de Photograph- Ed Sheeran

”Acho que todo mundo passa momentos difíceis algumas vez na vida e sente vontade de desistir de tudo, mas há sempre alguma coisa que impede essa desistência. Pode ser um simples abraço de quem a gente gosta, uma conversa ou até mesmo um sorriso sincero de um estranho na Paulista, ou em qualquer lugar. Por diversas vezes, saí por aí sem rumo e voltei cheia de esperanças novamente.

Hoje vivo um momento difícil, não só hoje, mas há alguns meses um conflito chegou em minha vida. Você sabe, eu peço paz sempre, mas o caos mora em mim.

Embora bata sempre uma tristeza repentina, consigo aproveitar cada simples ato diário para acrescentar na minha esperança. Gosto de observar os outros na rua, ver os bichinhos com seus donos correndo no parque, fazer uma comida diferente e rir do resultado, coisas bobas, mas que fazem diferença no final do dia. Você é um exemplo disso. Calma, não estou te chamando de boba, não me leve a mal, querida. Quando quero me distrair, sair do caos do dia a dia, lembro-me de você, mesmo que nossa relação seja mais complicada que tudo nessa vida. Você me traz paz, pensar no que fomos me deixa melhor. Não tenho muitas coisas nossas mais, porém, ainda guardo aquela fotografia que tiramos em nossa primeira viagem, lembra?

O amor pode machucar às vezes, mas só ele nos salva dos momentos difíceis. É dele que tiro minhas esperanças para seguir em frente. Não estamos mais juntos, mas nosso amor ainda existe para mim, e sei que para você também, então só te peço que me mantenha em seu coração, ou então numa gaveta velha do seu armário e sempre que abrir, lembre-se de mim.

Porque só de te ter, um instante da minha vida, já me sinto melhor e sei que posso ser melhor ainda. Seu amor cura meu sofrimento, mesmo depois do fim.”

Alice dos S. Bachiega

0

Carta pro meu amor.

“Nós fomos feitos um para o outro e isso é fato. Nosso início foi meio conturbado, lembra? Se não lembrar, tudo bem. É até melhor,  não precisamos lembrar das coisas ruins e tristes se podemos viver cheios de coisas boas e alegres.

Nosso amor ilumina quem passa por nós. Nós somos iluminados juntos. Sozinhos éramos apenas faíscas. Juntos temos o mundo em nossas mãos e mais um pouco. Você me faz transbordar mas sem desperdícios.

Contigo sei aproveitar as coisas boas da vida, que, antes, sozinha nada fazia sentido. Engraçado como algumas pessoas conseguem mudar nossa realidade apenas permanecendo ao nosso lado, né ?

Quando estamos juntos, o mundo fica mais colorido e animado. Se fossemos famosos, viveriam atrás de nós para tirar fotos, fariam até estátuas nossas para celebrar nosso amor, sabe porquê? Porque isso é contagiante. Nosso amor é contagiante.

Contagiante até em dias preguiçosos como hoje. Nosso amor é único e pode até ser um pouco clichê quando passamos o dia todo deitados na minha cama vendo filmes. Mesmo sendo clichê, é único para nós. Outros casais tentam ser assim, mas nós fazemos tudo do nosso jeito e por isso, é contagiante. Até mesmo nas coisas simples, nós trazemos alegria pra quem está perto de nós.

Antigamente sentiam inveja da nossa felicidade, mas perceberam que nós só vivemos nosso amor como se fosse nosso último dia de vida e por fim, viram que podem ser felizes assim também, já sabe porquê, né ? Exato, porque isso é contagiante até pra quem não via alegria na própria vida.

Eu te amo e isso basta. Você me ama e isso basta. Fim, o resto nós ajeitamos da melhor maneira possível para nós. Como sempre dizem, quem quer vai atrás e eu fui atrás de você e, para nossa felicidade, te encontrei na metade do caminho, porque você também tinha ido atrás de mim.”

Alice Bachiega

0

preciso de ti.

” Eu preciso da tua ajuda – mais do que nunca – hoje . As coisas têm ficado cada vez mais difíceis e eu sei que ninguém tem culpa nisso, mas dói e dói muito. Cada vez que eu penso nisso é como se eu machucasse a mim mesma. Eu queria muito saber viver sem precisar de ti, mas a verdade é que eu preciso e preciso muito. Preciso de ti porque sou fraca e pequena demais pra viver nesse mundo sozinha, sem a tua companhia.

Me abrace e me envolva em teus braços. Porque, só assim, estarei sã e salva desse mundo cruel. Não há como sobreviver sozinha quando tudo conspira contra, não há como lutar sozinha e vencer. Vencer as maldades feitas por pessoas que não tem culpa, eu sei que não pois agem sem pensar. Sei que devo tentar ignorar mas não tem como. Certas coisas não há nem formas de tentar pois tudo só piora com as tentativas. Sabe porquê? Porque eu crio expectativas e como dizem : “a esperança é a última que morre” , sim , é a última que morre mas também é que mais sofre. É a que mais sente dor porque sofre sempre dez vezes mais que todas as outras que morrem pelo caminho.

Quero que seja meu amigo, meu amor, meu tudo. Porque, só assim, serei feliz novamente. Não tem como ser feliz se sempre que ao acordar lembro-me que não te tenho mais. Lembro-me que nem falo com você e pior, lembro-me que preciso de ti, que preciso da tua ajuda. Preciso muito mais da tua confiança novamente. Melhores amigos por convivência e enamorados por acaso : quero isso novamente para ser feliz.

Sou carente de ti e por isso estou aqui pedindo-te uma ajuda. Não sei que ajuda seria essa. Porque eu acredito que só de estar comigo, essa minha necessidade de ti estaria sanada. Sinto falta da tua companhia e essa ausente é o que tem me matado aos poucos cada dia mais .

Tudo isso tem me tornado mais insegura que o normal e eu ando tão perdida que acredito que há como me achar sozinha, sem ti ao meu lado perco meu rumo e me deparo em situações que jamais imaginei passar. Me descubra, me encontre porque só assim eu me mantenho firme porque só de pensar em ficar mais um segundo sem ti, me desmorono toda. Me aqueça nesse inverno e respire comigo a felicidade que podemos dividir juntos. Vem, preciso de ti e não dá pra esperar nem um segundo mesmo.”

Alice Bachiega

0

Não desista de você.

“Lembra que o mundo gira e que numa dessas voltas você se dá bem. É clichê falar isso, eu sei . Mas hora ou outra a gente precisa de uns clichês para seguir em frente.

Eu sempre digo que a vida é uma caixinha de surpresas e, por sempre nos surpreender, vire e mexe não gostamos do que vemos mas isso prova que nem tudo são flores. Os espinhos da vida existem para isso. Para nos mostrar que ainda estamos vivos e, embora doa essas coisas, temos que comemorar o simples fato de poder sentir. Seja dor, seja prazer, seja tristeza, seja alegria, mas acima de tudo, poder sentir .

Mesmo que levantar cedo dê uma preguiça danada, tente ficar feliz ao acordar. Fique feliz porque a partir daí você pode correr atrás e se necessário lutar para alcançar seus sonhos e objetivos.  Sem sonhar, a realidade fica ainda mais dura para quem é jovem e não está acostumado a bater de frente com os problemas, por isso, sonhe, sonhe muito mas sempre com os pés no chão.

Outrora, eu estava conversando com uma amiga sobre os problemas da vida. Conversamos e conversamos muito sobre tudo isso, choramos por relembrar de coisas que não voltarão jamais mas logo estávamos sorrindo porque de uma coisa tínhamos certeza : Tínhamos superado muita coisa sem sequer pensar em desistir da vida porque sempre acreditamos que tudo um dia ficaria melhor .

Embora sei que sempre terei desafios e lutas para enfrentar mas não vou derrapar não pois meu objetivo de ser feliz eu não deixarei para trás jamais. Podem tentar me derrubar, tentar me fazer sentir inferior, mas eu tenho objetivos e sonhos e não desistirei deles porque Fulano falou isso ou aquilo. A respeito da minha vida, quem mais sabe sou eu, mesmo sendo um poço de confusões e inseguranças. Problemas todo mundo tem, mas cabe a você querer desfazer o seu. Todos nós temos dias bos e ruins, mas se só pensarmos no lado ruim de tudo só atrairemos coisas ruins. É de lei isso! Portanto, sorria para a vida e ela sorrirá de volta pra você.”

Alice Bachiega

0

relato de um rapaz arrependido.

“Hoje eu a vi num bar qualquer de São Paulo. Ela nunca ia para bares e coisas do tipo, só ficava em casa lendo Nicholas Sparks e outros romances assim. Ela estava linda, mais linda do que qualquer outro dia em que passou ao meu lado. Pensei e pensei, e então, resolvi falar com ela, quem sabe puxando um papo e tudo mais as coisas não voltassem a ser como antes. Doce ilusão minha. Pelo visto ela mudou mesmo e mudou pra melhor. Fui. Chegando perto dela, pra minha tristeza, um carinha que estava próximo dela a puxou pra dançar. Caramba! Ela fez mesmo a aula de dança que tanto queria e olha, aprendeu tudo e muito bem. Ela estava perfeita, com aquele sorriso lindo sempre estampado no rosto. Foi então que eu me toquei: eu a perdi.  Já se passaram cinco meses e vinte dias – sim, eu conto pra sempre me lembrar da maior burrada que fiz na minha vida- que terminamos. Eu a fiz sofrer demais, demais mesmo com o término e fui “aproveitar” minha vida, eu não me arrependia de nada do que havia feito. Eu não a amava e não aceitava o jeito dela. Primeiro namoro dela e eu acabei com todo o encanto que ela realmente acreditava sobre o amor . Eu não tive paciência e a descartei como quem usa uma garrafinha d’água e depois, simplesmente, joga fora porque não vê utilidade em carregá-la pra lá e pra cá. Eu me foquei em coisas banais e deixei o meu amor pra trás. Hoje sim eu me arrependo mas é tarde demais. Enquanto ela sofria eu estava pegando todas e agora quem sofre sou eu e quem aproveita a vida é ela. Claro, cada um de um jeito. Ela não mudou totalmente, a essência dela ainda era a mesma, o jeito pelo qual eu me apaixonei era o mesmo. Ela só deixou de se importar com o que os outros pensavam a respeito dela.
Mas voltando pro bar, quando ela terminou de dançar, finalmente me viu, eu sorri e fui na direção dela, e ela me abraçou – que saudade eu estava daquele abraço apertado e desajeitado que sempre dávamos-  sorriu e beijou meu rosto e por fim, disse “E aí , curtindo muito?” eu sorri sem graça e disse “na medida do possível sim” e ela – com aquele jeito irônico que eu me apaixonava perdidamente-  disse “Ainda bem né , conseguiu o que queria. Curtir muito sua vida.” e eu – abaixei meu olhar – e disse “Quem me dera voltar no tempo.” ela deu uma gargalhada e disse “Mas não pode, aliás, ninguém pode… Bom , vou dançar, foi bom te ver.” .  Me abraçou novamente e se foi.
Como eu sou burro. Só isso que eu digo, chega a ser engraçado. A garota dos meus sonhos indo embora por culpa minha. Ela correu atrás de mim feito louca e eu a ignorei. Agora eu tento correr atrás dela mas nunca a alcançarei.  E o que me resta agora? Lembranças. De como ela é linda quando sorri com os olhos, do jeito dela todo descontraído com os amigos e quando vê um estranho paralisa e fica tímida de uma hora pra outra. De como a pintinha no ombro esquerdo dela a deixa com um toque de menininha e quando ela acorda depois de um cochilo, numa tarde chuvosa, com cara de “quero dormir mais.” mas levanta mesmo assim porque tem mil coisas pra fazer. Ela é linda e não só pela aparência dela, é linda por nunca desistir dos seus sonhos por mais bobos que sejam. Ela é linda simplesmente por ser quem ela é .”

Alice Bachiega