Pranto

Mais uma noite se aproximando
E ela indo dormir aos prantos:
Que amor é esse?
Repleto de infelicidade
Ele continua se mantendo.

Firme e forte seguia a morena
Seus cabelos longos iam pra lá e pra cá
Num ritmo musical bem melancólico
Essa era a vida dela,  melancolia pura,
Indecisão e confusão.

                  — ah, morena, se cuida .”

Alice Bachiega.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s